jump to navigation

Prémios

Prémio Matilde Rosa Araújo 2006

O Júri do concurso que, unanimemente, atribuiu o Prémio Matilde Rosa Araújo 2006 a Pirilampo e os deveres da escola, tinha uma constituição que garantia grande credibilidade das decisões. Além da escritora que dá o nome ao prémio, o júri foi ainda integrado por António Torrado, José Viale Moutinho, Armandina Maia e pelo  Eng. António Pontes, Vereador da Cultura da Câmara Municipal da Trofa.

Uma palavra especial de agradecimento ao Eng. António Pontes, homem com sensibilidade para estas questões da Literatura Infantil e responsável político por esta iniciativa.  Sob a sua liderança nessa área, o município da Trofa, teve o mérito de ter desenvolvido um verdadeiro “cluster” na cultura para crianças, com destaque para a literatura, num concelho carenciado mas em crescimento para o futuro.

Uma jovem Câmara Municipal que privilegia as pessoas ao betão e que não deixa de levar a cabo interessantes iniciativas mesmo tendo de usar uma tenda para fazer as sessões do Encontro Lusófono de Literatura Infanto-Juvenil e o lançamento do Pirilampo e os deveres da escola. Que diferença para a generalidade das Câmaras Municipais… eu estou particularmente à vontade para fazer este elogio porque também fui vereador duma Câmara Municipal e representando um partido diferente.

Realço o facto, que considero significativo, de a organização do concurso ter decidido publicar o meu conto, algo que nunca antes tinha feito.

Pirilampo e os deveres da escola foi ainda honrado com a escolha para a adaptação a musical infantil que marcou o Dia do Município da Trofa. Tive o prazer de estar presente na primeira das apresentações ao público e de apreciar o excelente desempenho dos grandes artistas, quase todos elementos dos Meninos Cantores da Trofa e bem dirigidos pela Prof. Antónia Serra.

1ºPrémio no VI Concurso Literário “António Feliciano Rodrigues (Castilho)”

Foi com uma história intitulada “O primeiro passo na Lua” que consegui o primeiro prémio no VI Concurso Literário “António Feliciano Rodrigues (Castilho)” organizado pela Junta de Freguesia de Santa Maria Maior (Funchal), em colaboração com a Associação de Escritores da Madeira (notícia aqui). Na mesma ocasião, foi lançado o livro “Com palavras nascem histórias 5″ que reúne os três premiados e duas menções honrosas no concurso do ano passado.

A receber o prémio das mãos de Alberto Casimiro, presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior. Na mesa está Octaviano Correia,  presidente da Associação de Escritores da Madeira.

Uns dias antes, informaram-me de que era um dos premiados. Fui para a Madeira sem saber qual era o meu prémio, mas valeu a pena.

Na altura da entrega, chamaram primeiro as menções honrosas, depois o 3º prémio. Três actores dramatizaram o texto classificado em terceiro. Quando chamaram o segundo e não era eu, que alegria… devo dizer que não consegui prestar muita atenção à dramatização desse texto.

Depois chamaram-me a mim. Já me tinha acontecido algo semelhante na Trofa, com o “Pirilampo e os deveres da escola”… ser o último a ser chamado.

No dia 24 de Setembro acontecerá o lançamento do livro “Com palavras nascem histórias 6″ que incluirá o meu conto

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: